Atendimento

O JRS tem um Centro de Atendimento, em Lisboa, onde presta apoio a imigrantes e refugiados em situação vulnerável em diversas áreas:

O Gabinete Social do JRS dá apoio a migrantes em situação de vulnerabilidade social, ou seja, pessoas com dificuldade em satisfazer por recursos próprios as suas necessidades, tais como alojamento, alimentação, educação, saúde, entre outros.

O JRS integra a rede CLAIM (Centros Locais de Apoio à Integração de Migrantes) através da Câmara Municipal de Lisboa com financiamento do FAMI (Fundo Asilo Migração e Integração).

Esta rede foi criada com o objetivo de prestar informações gerais e especializadas a imigrantes, nomeadamente no que diz respeito ao acesso a direitos e deveres e a questões sócio-legais. Este serviço é prestado tanto no centro de atendimento do JRS como em itinerância em locais com maior incidência de população migrante.  

A atuação do gabinete de emprego tem como objetivo prestar as informações e orientações profissionais necessárias a migrantes em idade ativa. Com esta intervenção, o JRS pretende facilitar a integração no mercado de trabalho da população que serve e promover a igualdade de oportunidades.

O JRS seleciona os candidatos, oferece-lhes formação, participa na busca ativa de emprego e continua a dar-lhes apoio após a sua colocação no mercado de trabalho, contando para isto com o apoio essencial de muitos particulares e empresas que confiam plenamente no JRS e, em especial, na capacidade de trabalho dos nossos utentes.

Para saber como pode contratar algumas das pessoas que formamos e, ao mesmo tempo, fazer parte da nossa missão carregue aqui.

O JRS desenvolve há vários anos ações de formação dirigidas a utentes que apresentem níveis de habilitações escolares e profissionais desadequados ao mercado de trabalho, proporcionando quer formações em áreas específicas, com um horário alargado, quer formações pontuais em temas que consideramos de elevada importância para a integração dos imigrantes e refugiados na sociedade portuguesa.

O JRS é uma entidade formadora certificada pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho nas áreas de Serviços de apoio a crianças e jovens, trabalho social e orientação (que inclui cuidados básicos a idosos) e serviços domésticos.

Entre as áreas de formação, destacamos: Cuidados básicos a crianças, Serviço doméstico, Culinária, Técnicas de Procura de emprego e Técnicas de Desenvolvimento Humano.

Saiba mais sobre a Academia aqui.

O JRS oferece apoio médico e medicamentoso a migrantes em situação vulnerável, sobretudo imigrantes irregulares com dificuldades no acesso ao Serviço Nacional de Saúde, através do apoio de voluntários desta área.

Apoio a migrantes em detenção administrativa

O JRS está ainda presente no Centro de Instalação Temporária para migrantes em situação irregular, a Unidade Habitacional de Santo António (UHSA), no Porto, responsabilidade do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), na sequência de um Protocolo de Colaboração entre o Ministério da Administração Interna/ SEF e a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A UHSA tem capacidade para alojar trinta adultos e seis crianças e alberga pessoas que receberam uma ordem de afastamento do país por estarem em situação irregular e que aguardam a efetivação da medida.

O apoio psicossocial garantido pelo JRS na UHSA centra-se sobretudo na redução da ansiedade e do stress vividos pelos detidos, à adaptação às instalações da Unidade, à preparação para o regresso aos países de origem e à elaboração de projetos de vida.